top of page

PAISAGISMO EM PATRIMÔNIO PROTEGIDO

NOVO CURSO!

Com José Tabacow e Eduardo Barra

A intervenção paisagística em áreas com bens patrimoniais protegidos requer cuidados
diferenciados se comparados com propostas convencionais. Há uma série de condições e
estratégias, quer no Projeto Paisagístico, quer no Sistema Construtivo, que obrigam o
profissional a reunir considerável acervo de conhecimento para o desenvolvimento de
proposta que não comprometa os valores culturais envolvidos. Esse curso, de caráter
introdutório, se propõe a apresentar os contatos iniciais dos paisagistas com a problemática de
intervenções conscientes em ambientes que envolvem monumentos tombados por legislação
protetora.

Resumo

Datas: 5, 12, 19 e 26/3/24

Horários: das 19h às 21h e 30 min.

Plataforma: Zoom, aulas on line (ao vivo).

Todas as aulas serão gravadas e disponibilizadas por 1 ano.

Investimento: R$:480,00

parcelado no cartão de crédito em até 12 vezes com juros.

Carga Horária: 10h, com certificado.

Contato: contato.josetabacow@gmail.com

ou whatsapp Diana Souza (48) 99829-9218.

 

Programa

1º encontro: Introdução ao tema

Conceitos de preservação e intervenção em áreas tombadas no exterior e no Brasil; Tombamento x congelamento: a obra paisagística em permanente transformação; Cartas patrimoniais: Cartas de Florença e de Juiz de Fora; o Manual de Intervenção em Jardins Históricos, do IPHAN; Demandas contemporâneas – acessibilidade, segurança, iluminação, redes aéreas etc. – e conflitos com bens históricos.

De caráter introdutório, essa aula é uma exposição dos documentos que procuram balizar as intervenções, definindo posturas e estratégias para que a proposta paisagística não entre em competição com o monumento, mas, ao contrário, que facilite sua leitura, ao mesmo tempo em que afaste ou elimine elementos espúrios e influências inadequadas, tornando o bem tombado mais perceptível em suas características de obra singular.

 

Estudos de caso: Monumento Rodoviário da Serra das Araras (Piraí RJ) e Casa Geyer (Rio de Janeiro). Projetos paisagísticos: Eduardo Barra

 

Análise de propostas e projetos paisagísticos diversos destacando casos adequados ou não, como exemplos da aplicação dos conceitos teóricos até aqui expostos.

2º encontro: Cinco Áreas em Tiradentes MG

Projeto paisagístico: Roberto Burle Marx, José Tabacow e Haruyoshi Ono


Estudo de caso: Projeto amplo e abrangente que definiu os tratamentos paisagísticos de áreas dispersas pelo centro histórico tombado pelo IPHAN. O diferencial aqui é que o tratamento de cada uma tem dupla função: ao tempo em que valoriza e protege cada monumento, atenta também para a necessidade de ambientar a área urbana protegida, isto é, o centro histórico, dando ao conjunto um caráter de unidade e de cuidado com os espaços livres na paisagem

urbana.

3º encontro: Fortalezas do Sistema Defensivo da Ilha de Santa Catarina SC

Projeto paisagístico: Eduardo Barra e José Tabacow

Estudo de caso: A consideração de sete bens históricos de natureza militar com características diversas distribuídos pelo território insular (e por pequenas ilhas no entorno da Ilha de Santa Catarina) como um importante conjunto para o estabelecimento do Sistema de Defesa constituído a partir do século XVIII.

4º encontro: Sítio Roberto Burle Marx

José Tabacow - Consultor do IPHAN para elaboração do dossiê de candidatura do Sítio Roberto Burle Marx a Patrimônio Mundial - UNESCO

 

Proteção desde os níveis municipal, estadual e federal até a chancela de Patrimônio Mundial da Unesco. Contradições e dificuldades para a proteção de acervos vivos, dinâmicos e ecologicamente em permanente competição. Será também examinada a questão de identificação dos conceitos inovadores aplicados, que determinam a originalidade do bem protegido.

 

Quem irá conduzir?

José Tabacow - Diretor da JT - Arquitetura da Paisagem e Consultoria Ambiental Ltda., onde executa projetos de paisagismo e presta consultoria na área ambiental em EIA-RIMA e RAD.

 

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ (1968), tem especialização em Ecologia e Recursos Naturais, pela UFES (1991) e doutorado em Geografia pela UFRJ (2002).

Consultor ad hoc do Portal Vitruvius e da Universidade Mackenzie.

Consultor do IPHAN para elaboração do dossiê de candidatura a Patrimônio Mundial - UNESCO

              

Foi, sucessivamente, estagiário, colaborador, arquiteto colaborador e arquiteto associado de Burle Marx & Cia. Ltda. onde permaneceu por dezessete anos.

        Professor-convidado da IUAV – Istuitutto Universitá Arquitettura di Venezia, Itália. 

        Publicou diversos capítulos e livros, e artigos em revistas especializadas.

Eduardo Barra - Arquiteto paisagista (UFRJ - 1976) com escritório próprio no Rio de Janeiro, presidente da ABAP Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas, biênios 2005-2006 e 2007-2008, ex-professor do Curso de Paisagismo da Universidade Veiga de Almeida, criador e ex-editor do Jornal da Paisagem, criador e editor do informativo eletrônico Paisagem Escrita. Autor do livro "Paisagens Úteis: escritos sobre paisagismo" (Editoras Mandarim & Senac São Paulo).

 

Autor de projetos paisagísticos para os centros de convenções Ulysses Guimarães (Brasília DF) e Rio Cidade Nova (Rio de Janeiro RJ), Usinas Nucleares de Angra dos Reis RJ e parques públicos para as cidades fluminenses de Nova Iguaçu, Paracambi, Quissamã e Rio das Ostras, além do Parque da Cidade de Porto Velho (RO).

Diretor do Studio Eduardo Barra, escritório especializado em projetos de paisagismo, desenho urbano, regeneração de áreas degradadas, recuperação ambiental, praças, parques, instalações comerciais e industriais, jardins residenciais, etc.

Política de cancelamento

O curso estará disponível para acesso por 1 ano.

- Para solicitar o cancelamento da inscrição você deve enviar um e-mail até 72h antes do início do curso:

contato.josetabacow@mail.com

Ficou alguma dúvida?

iana Souza: (48) 99829-9218 (Whatsapp)

bottom of page